MANIFESTO DOS HERDEIROS DO PODER


Só existe um Deus.

Que se sacrificou no Big-Bang para que o Universo e nós pudéssemos existir, transformando-se nele e em nós.

Do qual somos herdeiros em poder, em sabedoria e na eternidade.

Eternidade sim, pois nada que exista neste Universo pode ser destruído, assim atestam a Lei da Conservação das Massas de Lavioisier e posteriormente, o enunciado E=MC² de Einstein, segundo o qual, se tentarmos destruir a matéria, esta se transformará em energia; tentando destruir esta, obteremos novamente matéria.

Descartes enunciou: “penso, portanto existo“.

E se pensamos, portanto existimos, não podemos ser destruídos, conforme as leis deste Universo.

Eis a derradeira verdade: estamos verdadeiramente condenados à eternidade.

Não há outro Deus: estamos nele – uma vez que habitamos o Universo no qual Ele se transformou – e Ele está em nós – enquanto somos parte desse mesmo Universo, sujeitos às suas leis e propriedades além do imaginável e do jamais desvendável.

Nós e o Universo somos o único Deus, e nós, manifestações autoconscientes em todos os planetas e dimensões onde existirmos, somos tudo o que restou de um Deus pensante.

Somos parte da Consciência Cósmica e portanto, nosso pensamento e vontade podem interagir com o amálgama escuro do Universo – que compõe 74 por cento deste – e consubstanciar qualquer evento e coisa imaginável, para o bem e para o mal.

Rompamos pois os grilhões da doutrina e da religião – monopólios da fé e instrumentos de subordinação de massas – que nos adestraram a crer que apenas ministros e sacerdotes são os legítimos procuradores de um poder “superior” e que apenas estes podem administrá-lo.

O poder está em cada um de nós.

Os humanos o usam sem saber, a cada vez que rogam uma praga ou quando oram a suas divindades – quaisquer sejam os nomes e formas que possam assumir nas diversas culturas – por solução, auxílio ou providência.

Eis o derradeiro segredo do poder, que aqui vos entrego, com a esperança que tenhamos todos sabedoria para usá-lo.

KDF

Advertisements

Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s