A OCUPAÇÃO DE WALL STREET – OU A ARTE DE ATIRAR NO QUE SE VÊ E ACERTAR NO QUE NÃO SE ESPERAVA

 

O princípio básico de organização de qualquer sociedade é a guerra. A autoridade básica do Estado moderno sobre seu povo reside em seu monopólio exclusivo da violência contra indivíduos e grupos. E enquanto hoje o fulcro das guerras é o petróleo, amanhã será a água. Você pode nem ligar, mas a guerra não é nada mais do que defender e promover os soberanos interesses das nações. Os seres humanos são viciados em guerra. Porque ela cria demandas artificiais. Elas geram um oceano de lucro. Então, nações são derrubadas, países são invadidos, regiões são desestabilizadas e jovens são enviados para levar essas ações a cabo. Mas quem buscaria a paz, quando tanto lucro resulta da guerra? É o que os especialistas chamam “o negócio de Deus” – ou G.O.D. business no original em inglês – (G)uns = armas, (O)Il = petróleo e (D) = drogas. Mas há um problema: o nosso estilo de vida. É finado. Está falido. É atualmente insustentável e se encontra em veloz declínio. A nossa própria trama social, como a conhecemos, tende eventualmente a entrar em colapso e se desfazer; faça as contas, isso é apenas matemática aplicada. Nada dura para sempre. Óbvio, o petróleo iraquiano vai tapar alguns buracos, o ópio afegão continuará a gerar liquidez suficiente para os bancos, mas nada disso poderá impedir a derrocada que está por vir. É para isso que “os mandatários ocultos do mundo” implementam destruição sob demanda: os ricos, os bancos, as oligarquias continuam a ganhar dinheiro enquanto o mundo arde em chamas. Mas para que isso funcione, é necessário que as massas continuam a ignorar o problema, até que seja muito tarde; é por isso que eles ativam deflagradores diversionários por toda parte: 11/09, 07/07, armas de destruição em massa, eventos que irão manter as pessoas e seus governos em um estado artificial e permanente de medo. Essa é a única razão pela qual a Al-Qaeda e o fundamentalismo islâmico existem. Pois populações inteiras em estado contínuo de medo não fazem perguntas. E o desejo de guerra desses grupos se torna o desejo das próprias populações: é um sacrifício voluntário. Como você vê, o medo é a justificativa para tudo, o medo é o controle, o medo é lucro. Isso é que se chama Nova Ordem Mundial. Aqui vão duas importantes chaves para o problema, “aquele que tem entendimento saberá utilizá-las”: Você conhece as expressões “bonde andando” e “queimar panela”? Talvez você deva observar mais atentamente a sua própria vizinhança. Os jovens nas periferias das grandes cidades, tão violentos…

Advertisements

Leave a comment

No comments yet.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s