Image

Mind this: in Chinese, the same ideogram is used to express the words “crisis” and “opportunity”.

And an arrow can only be shot by pulling it backwards.

So, when life is dragging you back with difficulties, it means that it’s going to launch you fast onto great targets.

Then, just focus and take aim.

Advertisements

FILOSOFIA CHINESA BARATA PARA ENRIQUECER O SEU DIA (II)

Image

 

Tenha em mente: em chinês, o mesmo ideograma representa “crise” e “oportunidade”.

Uma flecha somente pode ser disparada após ser puxada para trás. Portanto, quando a vida faz você retroceder sob dificuldades, isso indica que você está prestes a ser disparado velozmente contra um alvo. Então concentre-se e faça pontaria.

KDF

#Galeria de #Heróis da #Ordem #Unificada

#Galeria de #Heróis da #Ordem #Unificada #Legionária #GxHxOxUxLx apresenta hoje: as heroínas da semana. http://gu.com/p/39zed/tw

Uma tese interessante: http://ow.ly/d1Tg

Uma tese interessante: http://ow.ly/d1Tgo

A SOCIEDADE VISTA PELOS OLHOS DE UM ABORÍGENE ALIENÍGENA PARCIALMENTE ACULTURADO EMBORA RESISTENTE À TOTAL ADAPTAÇÃO (1)

Image

Vejo o mundo ao meu redor com olhos diferentes, afinal, não sou deste mundo.

Vejo os terráqueos engordando. Vejo as embalagens, os carros, os objetos, as formas de tudo passando a refletir essa obesidade.

Vejo pessoas vivendo menos e se tornando adultas precocemente, num paradigma do “viva rápido e morra cedo, porque a fila anda” e assistindo a vida passar na TV paga, em filmes que chamam homens de “quase 30” de “velhos”, realimentando esse paradigma, afinal, TV paga não é feita para gente que contesta e questiona, mas para gente conformada que acata e repassa.

Vejo as redes sociais transformadas na competitiva passarela do peleguismo e da hipocrisia politicamente correta.

Vejo criaturas abjetas que praticam misericórdia com comida, mantendo-a na geladeira até que estrague por completo, mesmo sabendo desde o início que não iria consumir, apenas pra fazer economia psicológica besta, enquanto tratam o semelhante como lixo.

Sei que não existe almoço grátis, mas vejo sites disponibilizando filmes online grátis – Crackle – cativando futuros usuários de um futuro sistema – pago – de TV on-demand – by Sony.

Vejo tentativas pífias de Afrodite Resplandescente – preciso dizer o nome da rede? – replicar em sua novíssima proto-teledramaturgia teen – preciso mencionar o nome da novela? – o pior que nem mesmo os estúdios Disney conseguiriam fazer de teen trash.

Vejo humanos tão iludidos com seu pretenso conforto fisico e mergulhados em sua pseudo abundância material a ponto de prescindir dos estímulos básicos da vida que representam prazer e comerem até deformarem seus corpos e beberem e usarem drogas até suprimirem o livre-arbítrio, substituindo-o pela dependência justificada e travestida como “opção”.

Vejo que a “matrix” é o futuro, todas as emoções do mundo para cérebros inertes, formolizados.

Vejo que a cerveja, a carne, o automóvel e a droga se tornaram a ração do rebanho humano contingenciado e feliz.

Vejo que a mais nova virtude para homens é “beber até cair” e para mulheres, é “descer até o chão”.

Vejo que deve haver uma nova planta de clonagem de babacas em pleno pico de produção.

Vejo que a cultura do panem et circensis e da satisfação material e sensorial instantânea está disponível para todas as gerações.

Vejo a universidade formando analfabetos funcionais e ainda ousando arrogar-se privilégios inerentes à hegemonia do conhecimento, enquanto atua como mero agente de homologação da conformidade das mentes.

Vejo que fumar maconha e beber agora são hábitos compulsórios para quem quer ser bem aceito socialmente, mudando o pensamento de todo um estrato geracional e o tornando impenetrável a quem não os pratica e vejo que tudo isso faz parte de um imenso arcabouço de contingenciamento de massas, estas últimas sequer sabendo o que está lhes acontecendo, alheias à sórdida estutura de gerenciamento à qual estão submissas, qual rebanho que segue cada vez mais cedo rumo ao abatedouro.

Vejo que antes, o que distinguia as classes dominantes das ralés eram as posses. E hoje, o que restou? A cultura, o saber, O poder, a influência, a formação de opinião, privilégios reservados aos assim chamados “donos do mundo”, que procuraram se dissimular tão bem que a homogeneização globalizante tornou sua existência e presença por demais conspícua.

E antes que alguém levante a questão, já a dou por respondida: não, não sou anti-semita.

Vejo por fim, o fim do mundo 2012 cada vez mais próximo, que bom, fosse eu um crente diria “graças a Deus!” embora infelizmente eu não o seja, Ele de fato não exista como nos adestrou a concebê-lo a moralidade judaico-cristã e esta nova edição atualizada e revista do Apocalipse seja apenas mais um fim-do-mundo se aproximando para então passar, como já passaram e ainda passarão inúmeros outros, numa infinidade de épocas.

Afinal, “a humanidade necessita de tempos em tempos, de uma ameaça apocalíptica para aquecer os negócios” © 2012 KDF “Frases do Milênio” todos os direitos reservados.

 

FILOSOFIA BARATA PARA ENRIQUECER O SEU DIA

It is at one time unsettling and reassur

It is at one time unsettling and reassuring, figuring out the best things I own are those I made myself.