GERAÇÃO TCHU-TCHÁ

O privilegiado segmento quase-semi-autoconsciente que suspeita da mídia de massa e que procura

– ou que tem acesso a –

outras fontes de informação e subsídio de opinião

– como a inteinéite –

e que se mantém fiel às suas próprias tendências culturais

– quando as possui –

e é relativamente mais refratária a modismos

– e bundismos –

midiáticos de ultésima hora, ainda constitui uma seleta

– e felizmente heterogênea –

minoria.

A recente pseudo-abundância material formou três gerações de zumbis culturais de uma era onde tudo é perecível e para consumo e descarte imediato das sobras.

São múmias intelectuais desprovidas dos mais elementares fundamentos estéticos.

São as maciças hordas de portadores de surdez tonal plena e irreversível, causada pelo consumo maciço de canabinóides, álcool e outras substâncias por parte de suas progenitoras durante os três primeiros meses em que estavam sendo gestados.

São descerebrados que curtem qualquer bosta, ainda que esta não passe de áurea, distante e onírica promessa sussurrada por um reles e desafinado peido.

KDF

Advertisements

2 Comments

  1. Depois olha esse texto.
    Fala desse assunto.

    Nos comments, o pessoal brigando em cima desse tema.
    http://www.collectorsroom.com.br/2013/10/o-riff-e-onomatopeia.html


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s